Womb EcologyWomb Ecology

The Mid-Pacific Conference on Birth and Primal Health Research took place on October 26-28, 2012, at the prestigious Hawaii Convention Center, in Honolulu, a meeting point between Western and Eastern cultures. Recent technical and scientific advances that will influence the history of childbirth and the history of Homo sapiens were presented by the most authoritative avant-garde speakers from the five continents. Spread the word thanks to this recording.

Birth Around the World was there also filming!

[tubepress video=’x0hRiaEoHbQ’ theme=’youtube’ descriptionLimit=’0′]A Mid-Pacific Conference on Birth and Primal Health Research ocorreu em 26-28 de Outubro de 2012, na prestigiada Hawaii Convention Center, em Honolulu, um ponto de encontro entre as culturas ocidental e oriental. Avanços técnicos e científicos recentes que vão influenciar a história do parto e a história do Homo sapiens foram apresentados pelos mais respeitados palestrantes dos cinco continentes. Agora podemos espalhar esse conhecimento!

Parto pelo Mundo estava lá filmando com algumas parcerias maravilhosas!

[tubepress video=’x0hRiaEoHbQ’ theme=’youtube’ descriptionLimit=’0′]

Episode ReflectionEpisódio Reflexão

Now back to Brazil, let’s meet humanized childbirth movement here. We will visit some institutions, talk to professionals and women, that more and more seek information and alternatives for childbirth in Brazil. http://ow.ly/lC78j

ppm_gnt_ep5_english

Sunday, June 02 at 11:30pm on GNT

You can watch online in the link
You have to presss the full screen mode.

Agora de volta ao Brasil, vou mostrar o movimento do parto humanizado por aqui. Vamos conhecer algumas instituições, conversar com profissionais e mulheres, que cada vez mais buscam informações e alternativas para o parto no Brasil. http://ow.ly/lC78j
ppm_gnt_ep5_v2
Domingo, dia 02 de junho às 23h30min na GNT
Você pode assitir online no site
Pressione no modo de Tela Cheia para conseguir assistir.

Contrasts – Episode IV of the Series Birth Around the WorldContrastes – Episódio 4 da série Parto pelo Mundo

Next Sunday we will travel to the the extremes of the world and find out some more about the CONTRAST during child labor. On one hand we have countries with high technology and infrastructure and on the other hand we encounter with lack basic resources. U.S., Vietnam, Germany to Nepal we will see cultural diversity and public policies that lead us down to this different paths.
Birth the World!! Sunday, May 26 at 11:30pm on GNT

ppm_gnt_ep4_ingles

“Diversity serves as a means by which we can learn and evolve” Birth Around the World

You can watch online in the link
You have to presss the full screen mode.

If you haven’t had the opportunity to watch the previous episodes, we have available online a piece of each one of the episodes! Hope you like it!!!No próximo domingo vamos viajar pelos os extremos, conhecer os CONTRASTES do mundo na hora parto. De um lado temos paises com alta tecnologia e infra-estrutura e do outro nos deparemos com a faltam recursos básicos. Dos Estados Unidos, Vietnã, Alemanha ao Nepal veremos a diversidade cultural e as políticas publicas que nos levam por caminhos tão diferentes.
Parto pelo Mundo!!! Domingo día 26 de Maio às 23h30min na GNT

image copy

“As diversidade serve para que nos fazer refletir, aprender e a evoluir.”
Parto pelo Mundo

Você pode assitir online no site
Pressione no modo de Tela Cheia para conseguir assistir.

Se você não teve a oportunidade de assistir os episódios anteriores, no site da GNT tem um trecho de cada capitulo da nosso viagem! Vale conferir!

Previous episodes – Birth around the World Episódios anteriores – Parto pelo Mundo

For those who haven’t had the opportunity to watch the previous episodes, we have available online a piece of each one of the episodes. With information and some curiosities, we show a  little of what we’ve prepare to you with love and affection!! Hope you enjoy!!!

Episode I – Tradition

Episode II – Transition

Episode III – Revolution

Episode IIII – ContrastsPara quem não teve a oportunidade de assistir os episódios anteriores, no site da GNT tem disponível um trecho de cada programa que já foi ao ar.  Com curiosidades e informações o video mostra um pouco do que nós preparemos com muito amor e carinho para vocês! Espero que gostem!!!!

Episódio 1 – Tradição

Episódio 2 – Transição

Episódio 3 – Revolução

Episódio 4 – Contrastes

Birth Around The World – Episode III – RevolutionParto Pelo Mundo – 3º Episódio: Revolução

Revolution, our third episode will be on tv next sunday, May 19 11:30pm (brazilian time) at GNT. We have special interviews with the doctor and researcher Michel Odent, Ina May, Janet Balaskasand and Robin Lim! Passing by Indonesia, United States, England and New Zealand we’ll visit places that are living a revolution. Let’s see inspiring realities and who is behind them.

ppm_gnt_episodio3_english

“The importance of the revolution is to expand the opportunities available to women of how she wants to give birth to her baby” Birth Around the World

You can watch online in the link
You have to presss the full screen mode.Revolução vai ao ar no 19 de maio, às 23h3min na GNT. Vai contar com entrevistas super especiais do médico e pesquisador Michel Odent, Ina May, Janet Balaskas e Robin Lim! Passando pela Indonésia, Estados Unidos, Inglaterra e Nova Zelândia vamos conhecer lugares que passaram por revoluções. Vamos ver realidades que inspiram e quem está por trás delas! Esta lindo!!!

ppm_gnt_episodio3 

“A importância da revolução é ampliar as possibilidades de escolha para a mulher.” Parto Pelo Mundo

Você pode assitir online no site

Pressione no modo de Tela Cheia para conseguir assistir.

Parto Pelo Mundo – Birth Around The World – Episode: TransitionsParto pelo Mundo: Episódio – Transições

The second program will be today, May 12 at 11:30pm, GNT (Brasil time).
Very special day because it is Mother’s Day and Nurse’s Day!

ppm_gnt_ep2

In the next program we will travel to countries undergoing a transition, showing Nepal, Cambodia, Japan and Australia.. In which direction is heading this change?

“The world is in constant transition, and one of the most important in our lives is BIRTH” Birth Around the World

You can watch online in the link
You have to presss the full screen mode.Hoje, dia 12 de maio, segundo episódio da Série Parto pelo Mundo, às 23:30 na GNT!

Fomos presenteados com a data, pois hoje também é Dia das Mães e Dia do Enfermeiro!

Parabénsss!!!! Vamos comemorar assistindo ao Parto pelo Mundo!

ppm_gnt_ep2

Você pode assitir online no site

Pressione no modo de Tela Cheia para conseguir assistir.

Birth Around the World Series – First episodeParto pelo Mundo – Estréia

At the Midwives Day, May 5th, premiered the first episode of Parto Pelo Mundo.

ppm_gnt

The series “Parto pelo Mundo” (Birth Around the World) presents the many facets of birth through a journey around the world.
Mayra Calvette, a nurse-midwife, and her husband, Enrico Ferrari, embarked on an adventurous journey, which lasted the period of a pregnancy, visiting 25 countries for over nine months.
This new TV series is the result of this experience. It is an intimate, unique and personal record of various societies and how birth happens around the globe.
“Parto pelo Mundo” is a new look at the world we live in by the way we’ve got into it.

You can see a piece hereNo Dia Internacional da Parteira, dia 5 de Maio, estréiou Parto Pelo Mundo na GNT!

ppm_gnt

Você pode assistir a um trecho do programa aqui

Birth Around the World Series premiere May 5th Série Parto Pelo Mundo estréia dia 5 de maio no GNT

It’s with great joy and excitement that we announce the premiere of Birth Around the World Series – “Parto pelo Mundo” on May 5th at 11pm on GNT!a local TV channel from Brazil!!
Produced by Cinevideo Produções

Lake Wanaka

Childbirth, anywhere in the world, is a remarkable event that deeply transforms the lives of all involved. An experience that is both common and distinct to all human beings in each and every society.

Camboja

The series “Parto pelo Mundo” (Birth Around the World) presents the many facets of birth through a journey around the world.

DSC09539

Mayra Calvette, a nurse-midwife, and her husband, Enrico Ferrari, embarked on an adventurous journey, which lasted the period of a pregnancy, visiting 25 countries for over nine months.

DSC08361

This new TV series is the result of this experience. It is an intimate, unique and personal record of various societies and how birth happens around the globe. Different points of view guided by the same concerns of a healthy, happy and safe birth for both mother and baby.

DSC09701

Liepzig - visita pós parto com Birke

The couple visited many dwellings and saw children being born in the middle of rice fields in Camboja, others being blessed by butter in Tibet, as well as many more being born in hospital with all the leading technology available today.

DSC00189

DSC00186

They’ve interviewed physicians, nurses, midwives, doulas, fathers and mothers. Women who have revolutionized the health system in New Zealand and those who’ve decided to live in the margins of healthcare in the United States. Furthermore, they’ve investigated the big movement that is currently happening in their home country, Brazil.

Entrevista com Birke Heinrich - Liepzig - Alemanha

Shonan Atsugi

College of Midwives

Visiting clinics, maternity homes, hospitals, villas and residences they’ve created a valuable memoir that displays the birth features of many nations. Interviews were recorded, vídeos, photos, and a travel journal were produced gathering important data of the healthcare system of each one of the country’s visited.

DSC05895

DSC04902

DSC03457

DSC03366

This quest has been intertwined with common activities of a newlywed couple who travels the world experiencing different cultures, practicing sports and viewing unforgettable places of our planet.

West Coast - New Zealand

DSC03419

Camboja

Mayra and Enrico are now back to their homeland to share this experience. “Parto pelo Mundo” is a new look at the world we live in by the way we’ve got into it.

Camboja

Join us, be inspired and part of this movement!

Together we are stronger!

The Big TreeCom muitaaaaa alegria que anunciamos a Estréia da série Parto Pelo Mundo dia 5 de maio às 23:30 na GNT!!! Serão 5 episódios de 26 minutos, com um novo episódio todos os domingos, às 23:30.
Com produção especial da Cinevideo Produções

Lake Wanaka

Em qualquer lugar do planeta o nascimento de uma criança é um acontecimento marcante que modifica profundamente a vida dos envolvidos. Uma experiência que é comum a todos os seres humanos, mas que acontece de modo bastante diverso em cada sociedade.

Camboja

A série “Parto pelo mundo” mostra as muitas facetas do nascimento através de uma viagem de volta ao mundo.

DSC09539

A enfermeira parteira Mayra Calvette e seu marido, o empresário Enrico Ferrari empreenderam essa jornada de nove meses por 25 países, o tempo de uma gestação.

DSC08361

A série é o resultado dessa experiência, um registro único e pessoal de diversas sociedades e do modo como elas lidam com os nascimentos. Pontos de vistas tão diferentes guiados pela mesma preocupação com um nascimento saudável, feliz e seguro para a mãe e bebê.

DSC09701

Liepzig - visita pós parto com Birke

Viram crianças que nasciam em meio de plantações de arroz no Camboja, outras abençoadas pela manteiga do Lama no Tibet e ainda as que nasciam no hospital com toda tecnologia disponível.

DSC00189

DSC00186

Entrevistaram médicos, enfermeiras, parteiras, doulas, pais e mães. Mulheres que revolucionaram o sistema de saúde da Nova Zelândia e as que decidiram viver à margem dele nos Estados Unidos. Além disso, registraram o grande movimento que está acontecendo no próprio Brasil.

Entrevista com Birke Heinrich - Liepzig - Alemanha

Shonan Atsugi

College of Midwives

Visitaram clínicas, casas de parto, hospitais, vilas e residências. Produziram vídeos, fotos e um diário de viagem, onde registraram aspectos da cultura, relatos de parto e dados do sistema de saúde de cada país visitado.

DSC05895

DSC04902

DSC03457

DSC03366

Intercalaram a pesquisa com atividades comuns de um jovem casal que viaja pelo mundo: praticaram esportes, conheceram culturas diferentes, visitaram lugares inesquecíveis.

West Coast - New Zealand

DSC03419

Camboja

Agora voltaram pra dividir essa experiência.
“Parto pelo mundo” é uma maneira de conhecer o mundo pelo modo que chegamos nele.

Camboja

Nos acompanhe, se inspire e faça parte também desse movimento!

Unidos somos uma força muito maior!

The Big Tree

The Happiness in the Kingdom of BhutanA felicidade no Reino do Butão

I could feel the place’s peace rigth the way. A feeling as if I had returned to the past in a time machine. A typical small airport, but the only international airport in the country. Our guide and driver welcomed us with great gentleness and tranquility. You need a guide and driver to be allowed in the country, tourism is very organized and restricted.

IMG_3661

Bhutan is located between China to the north and west, and India to the east and south. It is a small and curious country, with a population of about 700000 inhabitants. The most important index is the Gross National Happiness (GNH). Being possible to assess the country in a sustainable and less materialistic way. The country has a constitutional monarchy, with the King very respected and popular.

IMG_3755

We visited beautiful places, like Taktshang Monastery or Tiger’s Nest. The temple was built in the 17th century, the cave where Guru Padmasambhava, who is said to have meditated for three years, three months, three weeks, three days and three hours in the 8th century. The influence of Buddhism is evident, the culture is focused on Buddhist philosophy and the preservation of Bhutanese traditions.

IMG_3695

On the return of Tiger’s Nest journey there were some women selling some typical products and I asked them how the babies are born there. They said, a little embarrassed to talk about it, they were born at home with the help of the grandmother or another experienced woman who has gone through the experience, they traditionally do not have midwives as profession. I asked her position and showed the kneeling position supported in front.

Home birth is still very common, the introduction of childbirth at hospitals is still very recent. There is an incentive for women to have their babies in hospital. Time was short, but I managed to visit the hospital in the capital. Even the hospital has typical construction. Birth happens in the delivery room, in gynecological position, with a typical and “modern” hospital care, with a certain coldness, as if it were a sign of modernization.

IMG_3898

After knowing the Takin, typical animal of Bhutan, my perception was confirmed through an interview with a traditional family who lived near the takins. They chose to have their babies at home, even living near the hospital. We talked while they were still loom. The grandmother was the one who attended the births, was very important to have her mother by her side. They felt that the house was very cozy and were more hesitant to go to the hospital, on a cold and unfamiliar, strange people that often treat women badly during childbirth, as they heard. The placenta is sacred and most often buried in a special place, where it will be protected from other animals. Maternal mortality is still very high, there are still many villages in remote areas without access to the health center if necessary.

DSC09922

Bhutan was one of the countries that I was mostly enchanted, with their traditions still very alive, as well as the conservation of nature, culture and simplicity of life. But we feel that the modernization process is happening quickly. Young people are very attracted to the western lifestyle, television, internet, Hollywood movies, parties. It was one of the last countries to open up to internet and television in 1999, for example. One concern of the King, who warned that the misuse of television could erode Bhutanese values and traditions.

IMG_3750

It is a challenge to achieve this balance with tradition and modernization, including childbirth, where modernization can increase safety and that the traditions are kept during this important moment that is Birth.

Birth Rate: 18.75 births/1,000 population (2012 est.)
Maternal Mortality: 180 deaths/100,000 live births (2010)
Infant Mortality: 42.17 deaths/1,000 live births (2010)
Neonatal Mortality: 33 deaths/1, 000 live births (2009)

IMG_3605

Published at Gisele’s BlogCheguei e já pude senti a paz do lugar. Uma sensação de que havia voltado no tempo. O Butão é um museu a céu aberto. O aeroporto é pequeno e possui arquitetura típica do Butão, sendo o único aeroporto internacional do país. O nosso guia e motorista nos recepcionaram com muita gentileza e tranquilidade, com as ventimentas Butanesas, chamadas de “ghos”. Você precisa de um guia e motorista para passear no país, o turismo é muito organizado e restrito.

IMG_3661

Butão se localiza entre a China ao norte e oeste, e a Índia ao leste e sul. É um país pequeno e curioso, com uma população de cerca de 700 000 habitantes. O índice mais importante é da Felicidade Interna Bruta (FIB). Sendo possível avaliar o país de forma sustentável e menos materialista. O país possui uma monarquia constitucional, sendo o Rei muito respeitado e popular. O ar é puro, a natureza exuberante, as águas cristalinas dos rios correm naturalmente.

IMG_3755

Visitamos lugares belíssimos, como o Mosteiro Taktshang ou Ninho do Tigre. Quatro horas de caminhada, vale cada passo dado. O templo foi construído no século 17, na caverna onde o Guru Padmasambhava, que meditou por três anos, três meses, três semanas, três dias e três horas no século 8. A influência do Budismo no país é evidente, a cultura é voltada à filosofia budista e à preservação das tradições butanesas.

IMG_3695

Noo retorno da caminhada haviam mulheres vendendo alguns artesanatos típicos e eu perguntei como os bebês nascem por lá. Elas disseram, um pouco envergonhadas de falar no assunto, que elas nasceram em casa, com a ajuda da avó ou de alguma mulher que já tenha passado pela experiência, elas não têm parteiras típicas. Perguntei a posição e ela mostrou a posição de joelhos apoiada na frente.

O parto em casa é ainda muito comum, pois introdução do parto no hospital ainda é muito recente. Há um incentivo para que as mulheres tenham seus bebês no hospital. O tempo era curto, mas consegui visitar o hospital da capital. O parto acontece na sala de parto, em posição ginecológica, com uma assistência hospitalar nos mesmos padrões ocidentais, mas ao mesmo tempo com uma certa frieza, como se fosse um sinal de modernização.

IMG_3898

Depois de conhecer o Takin, animal típico do Butão, minha percepção foi confirmada através de uma entrevista com uma família tradicional que optou ter seus bebês em casa, mesmo morando perto do hospital. Conversávamos enquanto elas continuavam o tear. A avó foi quem assistiu os partos em casa, para a mãe era muito importante ter sua mãe ao seu lado. Elas sentiam que a casa era muito mais aconchegante e ficavam envergonhadas de ir para o hospital, em um ambiente frio e desconhecido, pessoas estranhas que muitas vezes tratam as mulheres mal durante o parto. A placenta é sagrada e na maioria das vezes enterrada em um lugar especial, onde vai estar protegida de outros animais. A mortalidade materna ainda é muito alta, ainda há muitas vilas em áreas isoladas, sem acesso ao centro de saúde se for necessário.

DSC09922

Butão foi um dos países que mais me encantou, por suas tradições ainda muito vivas, assim como a conservação da natureza, da cultura e simplicidade de viver. Mas sentimos que o processo de modernização está acontecendo rapidamente. Os jovens estão muito atraídos pelo estilo de vida ocidental, televisão, internet, filmes de Hollywood, festas. Foi um dos últimos países a se abrir para televisão e internet, em 1999. Uma preocupação do Rei, que alertou que o uso indevido da televisão poderia corroer os valores e tradições butanesas.

IMG_3750

É um desafio que eles estão passando de conseguir balancear as tradições e a modernização, inclusive na hora do nascimento, para que aumente a segurança e que as tradições sejam mantidas durante esse momento tão especial.

Taxa de natalidade: 18,75 nascimentos / 1.000 habitantes (est. 2012)
Mortalidade Materna: 180 mortes/100 000 nascidos vivos (2010)
Mortalidade infantil: 42,17 mortes / mil nascimentos (2010)
Mortalidade neonatal: 33 mortes / 1, 000 nascimentos (2009)

IMG_3605

Publicado no Blog da Gisele

Singapore: The Asian NYCingapura: A Nova Iorque Asiática

After Bali we passed by Singapore. It was a quick visit, therefore intense.

Singapore is located in South of Malaysia. It was founded as a British trading colony in 1819 and became independent in 1965. Singapore became one of the world’s most prosperous countries with strong international trading. It is sometimes called the Asian NY. It’ is a small and high developed country. You can smell business. Very organized, clean, with big and fancy buildings. But also many parks where people can go for a relaxing time. It is considered one of the best cities to live. Also a very expensive place to live.

There are people from all over the world living there and on transit. I has a population of 5 millions of inhabitants. Most population is Chinese (76.8%), followed by Malay (13.9%) and Indian (7.9%). The first language is English and the second is Mandarin.

In Singapore to have a car is not very common. It’s very expensive to buy and to maintain it. So most people use public transportation which is good. There are so many taxis, but people use so much that is not easy to find a free one, we had a hard time! But we learned that you have to call them to pick you up. Good strategy for the traffic. Another curiosity is that is hard to find chew gum! You can get it in a pharmacy and must complete a form when you purchase it and show id.

SINGAPOREDSC09167

We went up the famous Skypark. It is a building on the top of the Marina Bay Sands hotel. It is crazy what human mind can imagine! It is a boat on the top of three buildings. From there you can see Singapore as a miniature… beautiful and crazy!

SINGAPORE
SINGAPORE
SINGAPORE
SINGAPORE
DSC09222
SINGAPORE

We also saw an amazing water show on Marina Bay Sands… light, music, and colors! I was also a Cinema on Water full of color and life! The story was beautiful. It was showing life. From birth to the end of life.
SINGAPORE
SINGAPORE
DSC09241
DSC09256
SINGAPORE
DSC09252

The first night we went out to eat crab with Charisse and Yen, that are from Singapore, Enrico used to work with Charisse’s brother in the US. It was a great dinner and we got to know little bit more about Singapore culture and also about the birth from their point view. They told me it’s very expensive to have babies in Singapore, the hospital bill is high and also the cost of life to sustain a child. Also women are very busy with the working life, not much time for having a baby. They said Chinese culture is one of the most selfish ones.

Many of their friends have had c-section. They were very inclined to have a c-section or an epidural when would be time for them to have kids, because they were so afraid of birth. They just had no idea about the benefits of the natural and undisturbed birth process.. well, now I think they have 😉

DSC09158

This year is the Year of the Dragon, according to the Chinese horoscope. Historically, Singapore has a baby boom every Dragon year, which comes round every 12 years. So the competition is even higher. The pregnant couples already register their unborn child into the preschool to ensure the baby gets a place there when the time comes.

Chinese Calendar

In the next two posts you will read about birth in Singapore and about the movement for a better birth!

Depois de Bali, passamos por Cingapura. Foi uma visita rápida, mas intensa.

Cingapura está localizada no sul da Malásia. Foi fundada como uma colônia comercial britânica em 1819 e tornou-se independente em 1965. Cingapura rapidamente tornou-se um dos países mais prósperos do mundo com um forte comércio internacional.

É um país pequeno e altamente desenvolvido, sendo considerada por muitos a Nova Yorque asiática. Você pode sentir o cheiro de negócio. Muito organizada, limpa, segura e com grandes edifícios estilosos. Mas também muitos parques onde as pessoas podem ir para relaxar e se exercitar. É considerada uma das melhores cidades para se viver. Também um lugar muito caro para se viver. Há pessoas de todo o mundo vivendo lá e também de passagem para outros lugares da asia.

Cingapura tem uma população de 5 milhões de habitantes. A maioria da população é chinesa (76,8%), seguido por Malaio (13,9%) e índiano (7,9%). A primeira língua é o Inglês e o segunda é o mandarim.

Em Cingapura ter um carro não é muito comum. É muito caro para comprar e manter um carro. Então a maioria das pessoas usa o transporte público, que é bom. Há metrôs e muitos táxis. Mas as pessoas usam tanto que não foi fácil encontrar um disponível! Aprendemos que é melhor ligar para central e chamar um táxi. Boa estratégia para diminuir o trânsito. Outra curiosidade é que é difícil encontrar chicletes! Você pode comprá-lo em uma farmácia e deve preencher um formulário e mostrar identificação. Isso é para prevenir de as ruas ficarem sujas de chicletes, pois tem gente que joga no chão.

SINGAPOREDSC09167

Fomos até o famoso Skypark. É um edifício no topo do hotel Marina Bay Sands É uma loucura o que a mente humana pode criar! É um barco no topo de três edifícios. De lá você pode ver Cingapura em miniatura … uma loucura!
SINGAPORE
SINGAPORE
SINGAPORE
SINGAPORE
DSC09222
SINGAPORE

Vimos também um show de água surpreendente no Marina Bay Sands … luzes, música e cores! Era um Cinema em água cheio de cor e vida! A história era linda. Mostrava a vida em alguns minutos. Desde o nascimento até o fim da vida.

SINGAPORE
SINGAPORE
DSC09241
DSC09256
SINGAPORE
DSC09252

Fomos comer caranguejo com Charisse e Yen, que são de Cingapura, o Enrico costumava trabalhar com o irmão da Charisse nos EUA. Foi um grande jantar e nós conhecemos pouco mais sobre a cultura Cingapurense e também o ponto de vista delas sobre o nascimento. Eles me disseram que é muito caro para ter bebês em Cingapura, a conta do hospital é alta e também o custo de vida para sustentar uma criança. Também as mulheres estão muito ocupados com a vida profissional, sem muito tempo para ter um bebê. Elas disseram que a cultura chinesa é uma das mais egoístas.

Muitas de suas amigas tiveram cesariana. Elas estavam muito inclinadas a ter uma cesariana ou uma analgesia peridural quando chegasse sua vez de ter filhos, pelo medo do parto. Elas só não tinham idéia sobre os benefícios do parto natural .. bem, agora eu acho que elas têm;)

DSC09158

Este ano é o Ano do Dragão, de acordo com o horóscopo chinês. Historicamente, Cingapura tem um “baby boom” a cada ano do Dragão, a cada 12 anos. Assim, a concorrência é ainda maior. Os casais grávidos já registram o seu bebê ainda não nascido na pré-escola para garantir a sua vaga quando chegar a hora.

Chinese Calendar
Chinese Calendar

O próximo post será sobre o parto Cingapura e as mudanças que estão acontecendo por lá!