Learning about Birth in SingaporeAprendendo sobre o Parto em Cingapura

Singapore has one of the best maternal and newborn mortality rates in the world. I was very interested to understand why they have such good mortality rates. I also researched about natural birth.

And I found ParentLink. Parent Link is an organization that provides a big range of parenting services: childbirth preparation, doula support, prenatal and postpartum massage, HypnoBirthing, first aid, baby massage, parent classes, gathering circles, professional training, yoga, preconception planning, baby sign language… and other activities.

When we went there we met the director Di received there and we spent one day with her. Di is a wonderful woman with a big heart. She is the director of Parent Link, Doula specialized in HypnoBirthing. She is also childbirth educator, giving many classes for pregnant couples and new moms.

We did so many things in one single day! She told me about birth in Singapore and we visited two hospitals and spoke with nurse-midwives.

SINGAPORE

Singapore changed a lot in the past 40 years and also did birth. Birth changed from home birth to a high tech hospital birth. The health system in Singapore is public and private. During childbirth there is no insurance that pays for the birth, it’s all private and expensive. The government subsides women that have very low income, but it also limits their options.

The national rate is around 33%. They use a lot of technology, it can be scare to the new moms, that feel they have some kind of disease said Hana. They also do scans at every appointment.

But little by little is changing, women are having more choices. There are more hospitals that offer water birth. There is one hospital that is turning to a midwifery based care. There are also more doulas available.

Home birth almost extinguished. Today there is only ONE OB/GYN that attends homebirths.

We also visited Mount Alvernia Hospital.

Mount Alvernia Hospital

The obstetric nurse Susan Kok showed us all around the maternity. She was helpful! She showed us around the labour ward, nursery, NICU, after care rooms and prenatal and post natal classes room.

At Mount Alvernia, they support mothers during pregnancy, childbirth and post-natal. Susan told me a bit about the labor ward, the best room of course. It was a good room with a bath tub. Normally they stay in the bath tub just during labor. And normally the have baby in the gynecological position. All mothers are monitored continuously with the cardiotocograph (CTG). They also have wireless CTG machine that allows the mother to move while still monitored continuously. And Susan was so proud because they can just stay at the front desk without the need to be in the room with the mother, because they could see how the baby heart beat and contractions were at the monitor. They love high tech!
She said that they rarely use forceps, because now they have vacuum extractor that is much better. It’s rare the baby that is born naturally, with any kind of intervention. Normally they have epidural, pytocin or c-section.

SINGAPORE
SINGAPORE
SINGAPORE

The delivery types are: Normal Delivery; Normal Delivery with Epidural Assisted Delivery; Assisted Delivery with Epidural; Caesarean Section with GA; Caesarean Section with Epidural.The birth prize varies from $1370 to the normal delivery and 4 bedded room to $ 4595 for a c-section and a family suite.

They also have nurseries and most babies stay there while the mothers stay at the room. The mothers can have the babies in their room, they can choose. But the mothers prefer to rest. They take the baby to the room when is feeding time.

Mount Alvernia Hospital

The Neonatal Unit Care is very organized and clean. They encourage Kangaroo Care for mother and baby.

Mount Alvernia also offers Childbirth Education programme for new parents. To help the couple to prepare mentally and physically for childbirth. The programme consists of six weekly sessions. The post-natal care programme has been specially designed by Physiotherapists focusing in the recover from childbirth.
The mother can go there if she needs help with breastfeeding. They also offer a professional nanny, specialist in newborn baby that stays with the mother during the first one month.

Mount Alvernia Hospital

After Mount Alvernia Hospital we visited the National University Hospital (NUH). We were received by two midwives Lina and Kelly.

NUH hospital offers all women related care. As well as pregnancy, childbirth and postpartum. They are aiming to be certified as a baby friendly hospital. They encourage breast feeding in the first hour after birth and encourage rooming in the baby with mother. They also provide post-natal care, neonatal services, breastfeeding counseling and contraception.

Lina and Kelly showed me two birth rooms. Both of them were comfortable and had a bath tub. They also use continuous monitoring of the baby with wireless CTG, it is also water proof. For the women to have a water birth also depends from the doctor that is assisting her.

EMMA CARE

What I found really interesting and different from other hospitals in Singapore was the Enhanced Midwifery Maternity Care (EMMa Care).

EMMa Care at NUH
EMMa Care at NUH

Lina and Kelly are midwives from the EMMa Care and told us about the program. EMMa Care is a team of experienced midwives who provide a personalized care during pregnancy, birth and up to two months post partum. During pregnancy they advice on nutrition, exercises, birth planning. During labor, the midwife care just for this couple, supporting and helping with natural methods. They understand the physical, emotional and psychological needs from the pregnant couple. During birth she is also there the whole time, but the doctor assists the birth.

EMMa Care at NUH
EMMa Care at NUH

Singaporeans have a 4 month maternity leave. It’s very popular to have a nanny 24/7 that cook healing foods, take care of the baby for the first 30 days so the mum can rest and her body return to pre pregnancy state.

DSC09256

After the visits we went back to Parent Link so I could interview Di and learn about the work they have been doing in Singapore. Di lives in the same house that she hosts her guests. It’s very cozy and well decorated house that makes you feel at home!

PARENT LINK

From preconception planning to parenting classes, ParentLink is with parents every step of the way – providing parents all they need to make informed choices about conscious conception, labour, birth and parenting.

PARENT LINK

Hana joined us in the interview. She came in with her black muslim clothes. She is a wonderful muslim women, very sweet and simple.

SINGAPORE

She is known to have healing hands. She specialist in massages post partum and the traditional Malay wrap. It is a popular and traditional from Malaysia area. It done at the woman’s house. Massage techniques are used to reduce water retention and revitalise the body. After massage she does the Malay wrap known as bengkung is infused with Jamu traditional spices to tone abdominal muscles.

Hana said these to techniques together help the body to come back, provides relaxation and stress relief, promote blood circulation, eliminate toxins through the lymphatic system, Improve sleep and appetite, Ease muscle aches and pain, Relieve water retention, Reinstates uterus to its original size.

Hanna said some times the husbands ask if they can have it too to have their beer belly… rsrsrs

Interestingly she can feel a big difference in the women bodies between women that had epidural and c-section for the ones that did not. The epidural numbs the whole abdomen area and the bowel movements are reduced. After massage she said it starts pulsating, it helps a lot the body to go back to work properly. It helps unblock lymph nodes, so the drug come out from the body faster. And they have to drink plenty of water to help the body drain everything out.

After Hana’s interview, Anita also shared about her work and birth experiences in Singapore. She has 4 children, the youngest one is 2. She said her first birth experience she felt something was missing there. She discovered she loves to breastfeed and to be a mom. With her next pregnancies, she had natural birth with little intervention. And she found out she also loves births! She is specialist in breastfeeding and helps new moms to go through this process that can be challenging sometimes.

SINGAPORE

Then more beautiful women arrived, Marlini and Yen! It was day of gathering for the professionals from Parentlink, I came in the right day. They shared about their birth experiences of the month, debriefing and receiving suggestions from the group. Beautiful to see women helping one another in their growing process!

At ParentLink in Singapore with beautiful wise women!

After the gathering Di took us to the airport. One day later she sent us this beautiful email:

“It was an amazing evening! We were so blessed to have Hana, Mayra and Enrico join us.

I had an amazing day with Mayra and Enrico starting off with a trip to Mt Alvernia hosted by Susan Kok who graciously gave us a guided tour of the labour ward, nursery, NICU and after care rooms. I know she is busy and it was a blessing she shared an hour of her time with us and providing a lot of information about birth practices in Singapore and a few interesting statistics from Mt A.

We then headed off to NUH and had a quick tour of the labour ward with the EMMA midwives who kindly talked about their program and birthing at NUH.

We took a quick break with a side trip to China Town to have dumplings (yum) and then Balanced Living for a quick raw chocolate dessert (extra yum). We returned to ParentLink for a quick interview for Mayra’s blog and journal and Hana joined us and agreed to be filmed and discussed her role in supporting women postnatally and her thoughts about the impact of cesarean and epidural births.

And then the ParentLink doulas arrived for a light supper and debriefing births. An amazing day for me and just lovely all the way around. I count my blessings for the wonderful people in my life and the glorious life I live! Isn’t it gorgeous not to have a 9-5 job!! We can just juggle our calendar, be productive in an unusual way and go to bed smiling and content for all the good that is happening in the world!!”

We are all working for rights for respectful birth, for the rights of women and babies to have a birth surrunded with love and peace. We all want a better world! Birth is a human rights issue.

And we feel so close, because we have similar challenges around the world. And we do this work because we love and believe in our deepest Being. We know we’re swimming in the right direction. As a fish swimming against the current … but we know that in the front is the cascade that has we don’t want to fall … the cascade of interventions!

Fish swimming against the current

“There is a lot of science in birth, pregnancy, breastfeeding and then parenting in Singapore. A lot of brain work, a lot of computer, technology, equipments. But when it comes to human connection we have a long way to go. That’s sad because this is so important. But we are getting there. Things are changing. People are becoming more aware. They are learning that there are choices. And it is their choices to make.“ Anita Daubaras

I am very grateful for have the opportunity to meet all of you.
Thank you so much!

385574_266648446759905_141967575894660_574580_1360777998_n

Maternal Mortality: 9 deaths/100,000 live births
Infant Mortality: 2.65 deaths/1,000 live births
C-section: 33%
Birth Rate: 7.72 births/1,000 population Cingapura tem uma das melhores taxas de mortalidade materna e neonatal do mundo. Eu estava muito interessada em entender o porquê dessas taxas. Também pesquisei sobre os grupos que estão trabalhando com a humanização do parto.

Encontrei ParentLink na internet. ParentLink é uma organização que fornece uma grande variedade de serviços para pais: preparação para o parto, apoio de doula, massagem pré-natal e pós-parto, HypnoBirthing (hipnose para o parto), primeiros socorros, massagem para bebês, aulas de preparação para o parto, círculos de conversa, formação profissional, yoga, a linguagem de sinais do bebê … e outras atividades.

Quando fomos para Cingapura nos encontramos com a diretora Di. Ela tem um coração muito grande. Ela é a diretora do ParentLink, mãe, Doula especializada em HypnoBirthing. Ela também é educadora perinatal, dando muitas aulas para casais grávidos e novos papais. Di me contou sobre o parto em Cingapura e visitamos dois hospitais.

SINGAPORE

O parto em Cingapura mudou drasticamente junto com a modernização do país nos últimos 40 anos. Do parto em casa para um parto hospitalar de alta tecnologia. O sistema de saúde em Cingapura é público e privado. Mas durante o parto não existe seguro de saúde que cubra seus custos. Então tudo é privado e caro. O governo subsidia as mulheres que têm renda muito baixa, mas também limita suas opções.

A taxa nacional de cesariana é em torno de 33%. Eles são bem “high tech”, o que pode assustar as novas mamães, que sentem que têm algum tipo de doença, disse Hana. Eles também fazem ultrasson de rotina em todas as consultas.

Mas pouco a pouco está mudando e as mulheres estão tendo mais opções. Há mais hospitais que oferecem o nascimento na água. Há um hospital que está se voltando para um atendimento baseado na obstetriz (parteira profissional). Também cada vez mais doulas estão ajudando as mulheres durante o processo de parir.

O parto em casa com parteira deixou de existir com a modernização do país. Hoje há apenas um médico obstetra que assiste ao parto em casa.

Visitamos dois hospitais, o primeiro foi o Mount Alvernia.

Mount Alvernia Hospital

A enfermeira obstetra Susan Kok fez um tour conosco pela maternidade. Ela foi muito atenciosa. Mostrou-nos as salas de partos, pós parto, berçário, UTI neonatal e também uma sala de grupos para casais grávidos e que já tiveram bebê.

Nesse hospital, eles acompanham as mães durante a gravidez, parto e pós-natal. Susan nos mostrou uma sala de parto com banheira. Muitas gestantes ficam na banheira durante o trabalho de parto, mas o parto é geralmente na cama, na posição ginecológica.

Todas as mães são monitorizadas continuamente com o cardiotocógrafo (CTG). Eles também têm máquina CTG sem fios que permite a mãe a mover-se enquanto é continuamente monitorada. Susan estava tão orgulhosa, porque eles podem simplesmente ficar na recepção, sem a necessidade de estar na sala com a mãe, porque eles podem ver como está o batimento cardíaco do bebê e as contrações, que aparecem no monitor. Eles gostam é de alta tecnologia!

Ela disse que eles raramente usam o fórceps, porque agora eles têm vácuo-extrator que é muito melhor. E é raro o bebê que nasce naturalmente, sem qualquer tipo de intervenção. Normalmente eles têm epidural, ocitocina ou cesariana.

SINGAPORE
SINGAPORE
SINGAPORE

Os tipos de partos oferecidos são (segundo o folder): Parto Normal; Parto Normal instrumentado, Parto normal com peridural; Parto Assistido com peridural; cesariana com anestesia geral; cesariana com peridural. O valor varia entre $ 1370 para o parto normal e pós parto em quarto com 4 camas e $ 4595 para uma cesariana em uma suite familiar.

Eles também têm berçários e a maioria dos bebês ficam lá enquanto as mães ficam no quarto. As mães podem escolher ficar com os bebês em seu quarto. Mas as elas preferem descansar. Os bebês são levados no quarto quando é a hora de mamar.

Mount Alvernia Hospital

A Unidade de Terapia Neonatal é muito organizada e limpa. Eles encorajam o método Canguru onde mãe e bebê ficam em contato pele a pele favorecendo a recuperação do bebê.

A mãe também pode ir ao hospital ela precisa de ajuda com a amamentação. Eles também oferecem uma babá profissional, especialista em recém-nascido que permanece com a mãe durante o primeiro mês.

Mount Alvernia Hospital

Depois da visita ao hospital Mount Alvernia, fomos conhecer o National University Hospital (NUH). Fomos recebidos por duas obstetrizes (parteiras profissionais) Lina e Kelly.

NUH oferece todos os cuidados relacionados à mulher. Bem como gravidez, parto e pós-parto. Eles estão se esforçando para receber o certificado de Hospital Amigo da Criança. Eles incentivam a amamentação na primeira hora após o nascimento e o alojamento conjunto. Eles também oferecem grupos, serviços neonatais, aconselhamento em amamentação e contracepção.

Lina e Kelly nos mostraram duas salas de parto. Ambas eram confortáveis e tinham banheira. Elas também usam um acompanhamento contínuo do bebê com o CTG sem fio, à prova d’água. Para as mulheres terem um parto na água depende do médico que presta assistência.

EMMA CARE

O que eu achei muito interessante nesse hospital foi o programa que se chama Emma Care.

EMMa Care at NUH
EMMa Care at NUH

Lina e Kelly são obstetrizes do programa. EMMA Care é uma equipe de parteiras experientes que prestam um atendimento personalizado durante a gravidez, parto e até dois meses após o parto. Durante a gravidez elas aconselham sobre nutrição, exercícios e plano de parto. Durante o parto, a obstetriz cuida apenas desse casal, apoiando e ajudando com métodos naturais e também avaliando mãe e bebê. Durante o nascimento, ela também está lá o tempo todo, mas é o médico obstetra que assiste ao nascimento.

EMMa Care at NUH
EMMa Care at NUH

As mulheres em Cingapura têm licença à maternidade de 4 meses. E é muito popular ter uma babá 24 horas por dia, ela cozinha e cuida do bebê durante os primeiros 30 dias para que a mãe possa descansar e se recuperar.

Após as visitas, voltamos para o ParentLink para que pudessemos entrevistar Di e aprender mais sobre seu trabalho. Di vive na mesma casa onde os encontros acontecem.É casa muito aconchegante, faz você se sentir em casa!

alt=’PARENT

ParentLink está com os pais a cada passo do caminho – fornecendo aos pais tudo que eles precisam para fazer escolhas informadas sobre concepção consciente, o trabalho de parto , parto e maternidade.

alt=’PARENT

Hana se juntou a nós na entrevista. Chegou com seu vestido longo e preto, com os cabelos cobertos, parte de sua cultura e religião.

SINGAPORE

Ela é muito querida, doce e simples. É conhecida por ter mãos de cura. Ela é especialista em massagens pós-parto e no wrap tradicional malaia (cinta pós parto). É uma técnica popular e tradicional da Malásia. É feito na casa da mulher. As técnicas de massagem são usadas para reduzir a retenção de líquido e revitalizar o corpo. Depois da massagem, ela faz o wrap Malaio conhecido como bengkung é infundida com especiarias tradicionais para tonificar os músculos abdominais.

Hana disse que essas técnicas juntas ajudam o corpo a retornar ao normal, proporciona relaxamento e alívio do estresse, promove a circulação sanguínea, elimina toxinas através do sistema linfático, melhora o sono e apetite, dores musculares, diminui a retenção de água, retorna o útero ao seu tamanho original .

Ela disse que algumas vezes os maridos perguntam se eles podem receber a massagem para tirar a sua barriga de cerveja… rsrsrs

Curiosamente, ela sente uma grande diferença no corpo das mulheres entre as que tiveram analgesia para as que não tiveram. A peridural adormece toda área abdômen e reduz os movimentos peristálticos. Após a massagem, ela disse que começa pulsar, ajudando o corpo a voltar a trabalhar corretamente. Ela ajuda a desbloquear os gânglios linfáticos e a droga sair do corpo. Elas têm que beber bastante água para ajudar o corpo a drenar o que precisa ser eliminado.

Após entrevista de Hana, Anita também falou sobre seu trabalho e de suas experiências de parto, em Cingapura. Ela tem 4 filhos, o mais novo tem dois anos. No nascimento do primeiro filho, ela sentiu que algo estava faltando lá. Mas ela descobriu que adora amamentar e ser mãe. Com as gestações seguintes, ela teve parto natural, com pouca intervenção. E descobriu que ela também adora partos! Ela é especialista em amamentação e ajuda as novas mães a passarem por este processo, que pode ser um grande desafio.

SINGAPORE

Em seguida, as mulheres lindas chegaram, Marlini e Yen! Era dia de encontro para os profissionais do Parentlink, e eu vim no dia certo. Elas compartilharam suas experiências durante o mês, e é também um momento para esclarecer dúvidas e receber sugestões do grupo. Lindo de ver as mulheres ajudando umas as outras em seu processo de crescimento!

At ParentLink in Singapore with beautiful wise women!

Após o encontro Di nos levou ao aeroporto. Um dia depois, ela nos enviou este e-mail lindo:

“Foi um dia! Fomos abençoadas por receber Hana, Mayra e Enrico.

Eu tive um dia incrível com Mayra e Enrico. Começando com uma viagem para o Hospital Monte Alvernia, sendo recebidas por Susan Kok, que gentilmente nos recebeu e nos mostrou as salas de partos, berçário, UTI neonatal e de quartos pós parto. Eu sei que ela é bastante ocupada e foi uma benção que ela compartilhou uma hora de seu tempo com a gente para fornecer uma grande quantidade de informações sobre o parto em Cingapura e algumas estatísticas interessantes do Hospital Monte Alvernia.

Em seguida, dirigimo-nos para NUH e demos uma volta pela maternidade com as parteiras do EMMA Care que gentilmente nos falaram sobre o seu programa e do parto no NUH.

Nós demos uma pausa e passeamos pelo China Town e comemos dumplings (yum!) e, em seguida, fomos no “Balanced Living” (restaurante) para uma sobremesa de chocolate cru (natural) -extra yum.

SINGAPORE

Voltamos ao ParentLink para uma entrevista para o blog da Mayra e Hana se juntou a nós e falou sobre seu trabalho de apoio às mulheres no pós parto e seus pensamentos sobre o impacto da cesariana e da peridural.

E então as doulas ParentLink chegaram para um jantar e compartilhar. Um dia maravilhoso para mim e para todos ao redor. Eu sou abençoada pelas pessoas maravilhosas na minha vida e a vida gloriosa que eu vivo! Não é lindo não ter um trabalho das 9 às 5? Nós podemos mexer no nosso calendário, ser produtivo de uma maneira incomum e ir para a cama sorrindo de tudo de bom que está acontecendo no mundo! ” Di Bustamante

Estamos todos trabalhando pelo direto a um parto respeitoso, por um nascimento com mais amor e paz. Nós todos queremos um mundo melhor! E o parto é uma questão de direitos Humanos.

E nos sentimos tão próximos, porque vivemos desafios muito semelhantes ao redor do mundo. E fazemos esse trabalho porque gostamos e acreditamos profundamente . Sabemos que estamos nadando na direção correta. Como peixes nadando contra a corrente… mas sabemos que à frente tem a cascata que não queremos cair… a cascata de intervenções!

Fish swimming against the current

“Há muita ciência em torno do nascimento, amamentação, gravidez e maternidade em Cingapura. Um monte de trabalho cerebral, monitores, tecnologia e equipamentos. Mas quando se trata de conexão humana, temos um longo caminho a percorrer. Isso é triste, porque é tão importante. Mas estamos chegando lá. As coisas estão mudando. Os pais estão se tornando mais conscientes. Elas estão aprendendo que existem escolhas. E que cabe a eles fazer escolhas informadas.” Anita Daubaras

385574_266648446759905_141967575894660_574580_1360777998_n

Mortalidade Materna: 9 mortes/100 000 nascidos vivos
Mortalidade Infantil: 2.65 mortes por 1.000 nascimentos
Cesariana: 33%
Taxa de Natalidade: 7,72 nascimentos / 1.000 habitantes

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *